2010

Além dos projetos abaixo, todos os membros  são  estimulados a cumprir parte da carga horária em atividades culturais consideradas importantes para a formação profissional e humanística pretendida. Também a experiência literária é fundamental para os alunos de um curso de artes e contribui para o aprimoramento da escrita, sendo o incentivo à leitura constante no grupo, bem como o estudo de línguas estrangeiras, a visita à exposições e a participação em demais atividades culturais, eventos, mostras e encontros.
Estão listados aqui apenas os membros do PET Artes Visuais que estão envolvidos nas atividades, seja na organização ou participação. Porém, em praticamente todos há o envolvimento dos Diretórios acadêmicos dos cursos, de outros estudantes, de professores e/ou da comunidade em geral.

Coabitações: Extensões possíveis de espaço
Espaços: Semana acadêmica de Artes Visuais
Galeria do IAD
ReCotada
Representando o mundo com arte e cidadania
Experenciando o desenho
Ações educativas em arte e Deslocamentos, observâncias e cartografias
Memória gráfica de Pelotas: um século de design
Como Funciona?
Grupo Barro & Bóia
Transitar
PRODART
Desenvolvimento de identidade visual para o PET-UFPel
Arquipélago instrumental
Ocupação: a arte sob deslocamentos provisórios
Blog PET-Artes Visuais
Falando de arte
Oficinas

.

Coabitações: Extensões possíveis de espaço

Sobre: Exposição que reunirá três artistas acadêmicos (Bianca Dornelles, Rogério Frank e Thiago Reis) no museu de Pelotas MALG(Museu de Artes Leopoldo Gotuzzo), na Sala dos Novos.
Período: Julho a outubro de 2010
Coordenação: Adriane Hernandez
Petiano participante: Tiago Brandão Weiler (co-coordenação)
top

.

Espaços: Semana acadêmica de Artes Visuais

Sobre: O projeto visa promover debates e reflexões em torno do tema “Espaços” buscando relacioná-lo com a produção artística e intelectual ligadas aos campos do ensino, da poética, da crítica e demais campos que estejam vinculados às problemáticas contemporêneas da arte. Está prevista ainda a realização de exposições com artistas locais e convidados de outras regiões em diferentes espaços da cidade de Pelotas.
Período: Setembro a novembro de 2010
Coordenação: Adriane Hernandez
Petianos participantes: Adalberto Geovani Nunes Corrêa, André Winter Noble, Erika Gonçalves Romaniuk, Helena dos Santos Moschoutis, Jailson Valentim dos Santos, Karen Thiele Campos , Luana de Mesquita Alt, Morgana Ávila dos Santos e Tiago Brandão Weiler

top

.

Galeria do IAD

Sobre: Auxilio na curadoria, expografia e montagem na galeria do IAD (Instituto de Artes e Design)
Período:
Coordenação: Adriane Hernandez
Petiano participante: Tiago Brandão Weiler
top

.

ReCotada

Sobre: Exposição de arte reunindo trabalhos que transitam entre diferentes linguagens como desenho, pintura, instalação, vídeo, intervenção, gravura, objeto, fotografia e grafite, entre outras. A exposição ocupou os seis andares do prédio da antiga casa de massas Cotada, em Pelotas (RS). O andar térreo abrigou trabalhos de mais de 30 grafiteiros de Pelotas e outras regiões.
Período: Fevereiro a setembro de 2010
Coordenação: Adriane Hernandez
Petianos participantes: Tiago Brandão Weiler(co-coordenação), Helena dos Santos Moschoutis(colaboração e mediação) Erika Gonçalves Romaniuk (exposição), Henrique Rockenbach de Almeida (exposição), Karen Thiele Campos (exposição), Luana de Mesquita Alt (exposição e mediação) e Morgana Ávila dos Santos (exposição).

top

.

Representando o mundo com arte e cidadania

Sobre: Representando o Mundo com Arte e Cidadania é um projeto ligado ao Projeto Vizinhança. Este é vinculado a PROEXT/UFPel e objetiva a extensão do conhecimento às zonas carentes que circundam a região do Porto, aproximando os saberes acadêmicos e populares.
Representando o Mundo com Arte e Cidadania é ministrado por acadêmicos do curso de Licenciatura em Artes Visuais, em escolas públicas localizadas próximas ao IAD – Instituto de Artes  e Design. O trabalho desses estudantes consiste em 2h semanais para educandos de 3ªs a 8ªs. Nessas aulas ,após as duplas de professores dialogarem com os educandos sobre “cidadania”, são propostas atividades artísticas a respeito do tema. A produção artística desenvolvida no decorrer do projeto fará parte de uma exposição coletiva das escolas participantes, em outubro de 2010, na Semana da Criança.
Período:
Coordenação: Profs. Luciana Leitão e Wilson Miranda.
Petianos participantes: André Winter Noble; Jailson Valentim dos Santos

top

.

Experenciando o desenho

Sobre: Experienciando o Desenho é um projeto ligado ao Projeto Vizinhança. Este é vinculado a PROEXT/UFPel e objetiva a extensão do conhecimento às zonas carentes que circundam a região do Porto, aproximando os saberes acadêmicos e populares.
Experienciando o Desenho é um projeto realizado graças à parceria entre a Escola Estadual de Ensino Fundamental Dr. José Brusque Filho e a Universidade Federal de Pelotas, através do Projeto Vizinhança, promovendo tanto a difusão do conhecimento quanto a capacitação dos envolvidos no projeto. Experienciando o Desenho é um curso ministrado por acadêmicos do 2º ano do curso de Licenciatura em Artes Visuais. O trabalho desses estudantes consiste em 2h semanais para educandos de 2ªs séries. Nessas aulas, duplas de futuros educadores dialogam com os educandos sobre diferentes manifestações artísticas. A produção artística desenvolvida no decorrer do projeto integrará uma possível exposição coletiva no final da primeira edição do projeto.
Período:
Coordenação: Profa. Dra. Nádia da Cruz Senna
Petianos participantes: André Winter Noble; Jailson Valentim dos Santos

top

.

Ações educativas em arte e Deslocamentos, observâncias e cartografias

Sobre: A partir da necessidade de mediação da exposição de arte ReCotada, já que essa exposição se preocupava em acolher diversas linguagens artísticas e em aproximá-las do público, a Professora Ms. Duda Gonçalves foi convidada para orientar os trabalhos com mediadores. Esse trabalho que se desenvolveu a partir de encontros semanais com acesso aos diversos trabalhos que seriam expostos e utilizando como bibliografia básica o livro “Mediação: provocações estéticas” organizado por Mirian Celeste Martins, partindo de três importantes passos apontados por ela: Acolhimento, passeio e passeio acompanhado. Entendendo que a mediação é um convite para que as pessoas freqüentem exposições de arte contemporânea, sem medo, sem receio, pois há alguém que lhes acolherá e que é também o movimento de iniciação aos saberes da arte e as experiências vividas em exposições de arte contemporânea, se desencadeou o Projeto de Extensão Ações Educativas em Arte. O Projento conta com a coordenação discente de Elisa Gerber, Helena Moschoutis (PET) e Lílian Schwanz e já vem organizando mediações agendadas com escolas na Galeria do IAD e no MALG, encontro com artistas e curadores, bem como algumas ações educativas nas escolas. Dada a necessidade da teoria para desenvolver nossas práticas na Extensão, estamos também vinculadas ao Projeto de Pesquisa Deslocamentos, observâncias e cartografias contemporâneas onde produziremos cartografias e observâncias a partir de nossa experiência como mediadoras.
Período:
Coordenação: Profa. Ms. Duda Gonçalves
Petianos participantes: Helena dos Santos Moschoutis.

top

.

Memória gráfica de Pelotas: um século de design

Sobre: Memória Gráfica de Pelotas: um século de Design é um projeto Inter-Institucional e está lotado no Departamento de Artes Visuais – IAD/UFPel. Com a formação de um grupo de pesquisa sistematicamente orientado, esse projeto propõe identificar,categorizar e analisar as fontes bibliográficas e dados sobre o desenvolvimento do Design Gráfico em Pelotas a partir das fontes locadas no Acervo da Biblioteca Pública Pelotense, organizando seus respectivos resultadosem uma série de publicações impressas e eletrônicas. Sua instância de pesquisa promove a produção científica e cultural a partir das práticas que fundamentam a formação acadêmica e a responsabilidade social do ensino aplicado.
Período: junho de 2010 a maio de 2011
Coordenação: Profs. João Fernando Igansi e Ana Bandeira
Petianos participantes: Danielle Neugebauer Wille; Karina Pereira Weber

top

.

Como funciona?

Sobre: O projeto Como funciona? pretende discutir as dúvidas mais frequentes sobre o funcionamento da Universidade e do sistema acadêmico. Para o ano de 2010 estão previstos os seguintes assuntos: PET; extensão; elaboração de projetos; pesquisa; apresentação dos cursos de Artes, Design e Cinema do IAD.
Período: de junho a dezembro de 2010
Coordenação: Profa. Dra. Úrsula Rosa da Silva
Relato: O projeto Como Funciona? procurou esclarecer, estimular e aprofundar as discussões sobre os tramites legais da Universidade no ano de 2010, dando condições ao despertar do discente para a importância do engajamento em propostas de transformação social. O Projeto teve encontros mensais com formato de mesas-redondas e contou com a participação de convidados externos e docentes do IAD. Os temas abordados interessavam aos estudantes e visavam melhor compreensão e acesso aos diferentes regimentos adotados pelos departamentos do Instituto, integrando gestores, docentes e discentes a comunidade.
Petianos participantes: André Winter Noble; Jailson Valentim dos Santos; Helena dos Santos Moschoutis; Karina Pereira Weber; Luana de Mesquita Alt
Divulgação:


Fotos:

top

.

Grupo Barro & Bóia

Sobre: O projeto consiste em frequentar o atelier de cerâmica produzindo criações artísticas particulares e conjuntas, além de também fazer almoços, lanches, etc.
Período: 2008-
Coordenação: Prof. Me. Paulo Damé
Petianos participantes: Karen Thiele Campos.

top

.

Transitar

Sobre: O projeto consiste na oportunidade dos alunos da UFPel e pessoas da comunidade em geral, freqüentarem o atelier de cerâmica, onde, com o auxílio do Prof. Me. Paulo Damé, aprende-se as diversas técnicas de cerâmica. O grupo possui a disponibilidade de usar o ateliê nos horários em que não há aulas, podendo usufruir dos equipamentos para realizar a sua própria produção em cerâmica, usufruindo do bom espaço e infra-estrutur do atelier.
Período: 2008-
Coordenação: Prof. Me. Paulo Damé
Petianos participantes: Karen Thiele Campos.

top

.

PRODART

Sobre: O projeto PRODART (Produção de artigos de alunos, professores e convidados do Instituto de Artes e Design – IAD/UFPEL) surgiu da necessidade de publicar os artigos apresentados nos Seminários de História da Arte e Seminários de Metodologia da Pesquisa em Arte, realizados no IAD. Tais eventos, coordenados pelo prof. Dr. Carlos Alberto Ávila Santos e promovidos pelo Departamento de Artes e Comunicação e pelo Programa de Pós-Graduação em Artes: Especialização em Patrimônio Cultural do IAD, possuíam uma versão impressa dos anais de suas edições. Porém, devido ao seu custo e à dificuldade de viabilização e distribuição do material apresentado, optou-se pela elaboração de um site que, por ser uma ferramenta de comunicação ágil e abrangente, pode disponibilizar seu conteúdo para um grande número de pessoas em diversos locais e contextos.
Em virtude da quantidade de artigos apresentados por estudantes e professores do Instituto em eventos relativos às suas áreas de atuação, percebeu-se que o projeto poderia ser ampliado. Desta maneira, além de servir como publicação para os seminários já citados, o projeto também servira como instrumento de disponibilização dos artigos publicados, numa forma de fomentar a produção local de trabalhos científicos.
A estruturação do site se dá em duas seções principais: Eventos e Artigos. Na primeira seção há uma lista de todos os eventos cadastrados no site. Ao acessá-los, eles mostram uma descrição e, ao lado, os artigos apresentados. Na segunda seção aparecem os últimos artigos cadastrados e os mais vistos. Ao selecionar algum deles, há seu resumo e a possibilidade de fazer o download do arquivo na íntegra. O site conta ainda com uma ferramenta de busca, para facilitar o acesso de um artigo ou evento específico, e sua tela inicial é dividida em três colunas: Últimos eventos, Artigos mais vistos e Sobre o projeto.
Período:
Coordenação: Prof. Dr. Carlos Alberto Ávila dos Santos
Petianos responsáveis: Henrique Rockenbach de Almeida, Lanna Veiras Collares, Luana de Mesquita Alt e Adalberto Geovani Nunes Corrêa.

top

.

Desenvolvimento de identidade visual para o PET-UFPel

Sobre: O presente projeto visa a continuação da pesquisa que viabiliza a execução de um projeto de identidade visual para os grupos do programa de educação tutorial (PET) vinculados à UFPEL. Uma identidade visual bem estruturada e concisa facilita o reconhecimento de uma instituição e auxilia na valorização desta como uma entidade organizada e engajada em seus objetivos. Nas  etapas iniciais da pesquisa, já concluidas, foram realizados  o briefing, as análise s dos símbolos utilizados pelos grupos até o momento, e estabelecidas as diretrizes para a execussão e implementação do projetos.
Período:
Orientadora: Prof. Dra. Flávia Ataíde Pithan
Acadêmicos responsáveis: Ana Maria Dacol, Carolina Moraes Marchese e Henrique Rockenbach de Almeida

top

.

Arquipélago instrumental

Sobre: Arquipélago Instrumental é um projeto de ensino que pretende estabelecer uma linha de fuga para o pensamento dos alunos envolvidos, criar uma alternativa reflexiva pautada por uma didática que trabalha com um tempo maior para a disposição das discussões previstas. Trata-se de uma seqüência de reuniões que quer exercitar a atenção diante do contato com trabalhos existentes em arte e em outras áreas como literatura, cinema ou música e a partir deles, proporcionar ao aluno, no atrito que o grupo introduz, o encontro de uma porção de compreensão individual.
Período:
Orientadora: Prof. Me. Martha Gomes de Freitas
Petianos participantes: Adalberto Geovani Nunes Corrêa; Tiago Brandão Weiler

top

.

Ocupação: a arte sob deslocamentos provisórios

Sobre: Ocupação de diversos espaços expositivos não tradicionais com proposições de arte.
Período:
Orientadora: Prof. Me. Martha Gomes de Freitas
Petianos participantes: Karen Thiele Campos; Luana de Mesquita Alt

top

.

Blog PET-Artes Visuais

Sobre: Este blog visa a interação entre petianos e não petianos e pretende atingir a comunidade ampla e externa à Universidade viabilizando o envolvimento do grupo com o projeto pedagógico do curso. Sua manutenção é uma ferramenta de divulgação e registro das atividades do grupo em formato digital, bem como vir a ser um canal aberto de comunicação com outros grupos do país. A atividade prevê a manutenção e atualização da página, sendo incentivadas colaborações de professores e outros alunos do IAD.
Período:
Coordenação: Profa. Dra. Mari Lucie da Silva Loreto
Acadêmicos responsáveis: Helena dos Santos Moschoutis e Luana de Mesquita Alt
top

.

Falando de arte

Sobre: O projeto visa despertar interesse nos alunos pelo estudo, análise e apreciação da arte contemporânea bem como possibilitar discussões amplas sobre seus conceitos e problemáticas. O projeto ainda prevê a participação de professores do Instituto, artistas locais, convidados e professores de outras instituições de ensino. Os temas dos encontros são previamente discutidos no grupo, ou sugeridos por alunos que freqüentam os encontros do projeto.
Período:
Coordenação: Profa. Dra. Mari Lucie da Silva Loreto
Petiano responsável: Henrique Rockenbach de Almeida; Erika Gonçalves Romaniuk, Morgana Ávila dos Santos

top

.

Oficinas do PET

Sobre: A proposta das oficinas possui um efeito multi e interdisciplinar, que enfatiza o compromisso com uma formação de qualidade, permanecendo o aspecto de um conhecimento interativo. As oficinas do PET-Artes têm o objetivo de fazer com que alunos e profissionais compartilhem conhecimentos pontuais e diferenciados com a comunidade acadêmica em geral. São organizadas oficinas de utilização de ferramentas de animação e edição de imagens, oficinas de metodologias de pesquisa e projetual, oficinas de fotografia e pin-hole, ilustração, colagem, origami, desenho de moda, entre outras. As oficinas possuem formato e duração livre, apenas dependendo do ministrante e local a serem realizadas.
Assim, o projeto busca complementar o conhecimento acadêmico, possibilitando o ensino e aprendizagem de técnicas específicas com linguagens diversificadas que, muitas vezes, não são amplamente desenvolvidos durante o curso por questões de tempo e currículo. As oficinas prevêem o exercício do ensino por meio da experimentação e da discussão de processos técnicos e a elaboração de material de apoio teórico. O PET será um mediador entre os ministrantes que propõe as oficinas e o público, além de os integrantes do grupo também atuarem como ministrantes.
Período:
Coordenação: Profa. Dra. Maria de Lourdes Valente Reyes
Acadêmicos responsáveis: Danielle Neugebauer Wille e Paula Weber

top